Hotmail: 9 coisas que eu odeio em você

O primeiro e-mail que eu tive foi do Hotmail (), criado entre 1996-97 (isso mesmo, há mais de 10 anos).

Naquela época não havia muitas opções de e-mails gratuitos e o da Microsoft era um dos mais usados. Depois, com a migração do ICQ para o MSN, acabei deixando como padrão do meu comunicador instantâneo.

Além disso, às vezes quero/preciso usar algum serviço do Windows Live e é útil ter uma conta já criada.

Esses são os únicos motivos de eu ainda ter um e-mail @hotmail.com.

Listo abaixo, várias coisas que eu não gosto no e-mail da Microsoft:
  1. Os anúncios não são nada discretos e ocupam uma boa parte da tela;
  2. Tem um sistema anti-spam, mas ele encontra falsos positivos (avisos da Vunesp, por exemplo) e deixa passar muita porcaria. Entre os e-mails que eu uso, é o campeão nesse quesito;
  3. Também é campeão de recebimento de phising scam (e-mails falsos). Só recentemente criou uma opção para avisarmos que recebemos um.
  4. Acha que tudo que vem dos IPs da Telefonica é spam, por isso bloqueia inclusive o recebimento de e-mails @itelefonica.com.br;
  5. Quando abro uma mensagem e clico no botão excluir, ele abre a próxima automaticamente. Que pode ser uma mensagem enorme e/ou uma que eu não quero ler agora. Tenho que cancelar o carregamento, ir para a página inicial e marcá-la como não lida.
  6. Quando abro uma mensagem, não consigo marcá-la como não lida naquela tela. Tenho que ir para a página inicial;
  7. Não tem etiquetas/tags/categorias para marcar as mensagens que recebo.
  8. O sistema de filtros não permite encaminhar automaticamente e-mails para outra conta;
  9. A maioria dos meus contatos do Hotmail são contatos do MSN. Usuários de MSN, em sua maioria, não usam e-mail. Quando usam, é para distribuir mensagens powerpoint, vídeos e correntes, para seus cinquenta contatos, todos citados no campo "para".

Para quem ainda não descobriu, leia a homenagem que eu fiz ao meu serviço de webmail favorito.

Comentários

Postagens mais visitadas