O incidente com a empresa de cursos de informática

Em 05/03/2009 eu publiquei um texto neste blog:


Eu não faria um curso de webdesign na <nome da empresa com F+3 letras>

Ao lado do prédio aonde trabalho, colocaram um cartaz enorme da <nome da empresa com F+3 letras>  empresa de treinamento recém inaugurada em Avaré.
Entrei no site e vi vários motivos para eu não fazer um curso lá, principalmente de web design:
    * Escreveram "volta as aulas", com destaque bem grande, sem crase;
    * A caixa para seleção de cursos, na página inicial, não funciona, nem mesmo no Internet Explorer;
    * Na página de cursos, uma breve descrição de cada um é seguida por um botão "Saiaba +" (sic.), que leva à pagina inicial, mesmo no Internet Explorer;
    * Links para outros assuntos também levam à página inicial.
Se o site deles é assim, imaginem o que ensinam. Claro, é uma franquia, cada lugar pode ser diferente do outro, mas isso é uma péssima propaganda!

Não muito tempo depois, o gerente/dono veio falar comigo, pois meu texto estava causando problemas à empresa, pois era o primeiro que aparecia nas pesquisas do Google quando digitavam <nome da empresa com F+3 letras> e  Avaré, o que, obviamente, causa uma imagem negativa muito forte. Foi uma boa conversa, expliquei os motivos do post, pois achava que pegava muito mal uma empresa de cursos de desenvolvimento de sites ter um site tão mal feito.
Ele explicou que, por normas de trabalho, pessoas contratadas como professores não poderiam fazer o site da empresa e, infelizmente, eles contrataram um péssimo profissional.
No final das contas, me comprometi a tirar o post do ar, pedir para o Google tirar do cache de indexação de suas pesquisas (sim, isso é possível, mas leva um tempo) e ele ficou de colocar um link do meu blog no novo site deles, algo que nunca aconteceu (nem o link, nem o site).


De certo modo, prestei um serviço a eles, mostrando um problema que, por sinal, apenas vi porque queria o e-mail da empresa para informar sobre um erro no cartaz.
Não sei se um possível processo levaria a algum lugar, pois apenas coloquei a minha opinião do que eu achava, sobre as informações que tinha. Não chegou a ser injúria ou difamação, mas ficou mais fácil retirar do que perder tempo e energia com debates tolos.


Disso eu tirei a lição que, mesmo que seu post pareça não ter relevância, tome cuidado com o que escreve. Neste caso específico, concordo que carreguei demais no título e que poderia ter maneirado mais no texto, mas é fato que eu apenas expus algo que muitos devem ter percebido, pensaram o mesmo que eu mas se calaram.

Esse foi o segundo incidente envolvendo textos meus em blogs, o primeiro envolveu até ameaças de processo por causa de comentários de terceiros.

Obs: Estamos em abril de 2013 e eles ainda não tem um site oficial.

Comentários

Postagens mais visitadas