Quando o muito é realmente muito!

Não existe nada mais contra-produtivo do que começar tarefas sem terminar as que já estão em andamento.

Às vezes isso é inevitável, entretanto, na maioria dos casos, nós é que procuramos "novidades" em prol detrimento do já conhecido e agora chato.

E na área de informática isso acontece a todo momento.

É impossível passar um dia sem receber um link, ou ler uma notícia na web ou em alguma revista, com aquela novidade incrível.

A ansiedade aumenta, os dedos coçam, um comichão percorre o corpo e quando menos percebemos, já estamos instalando o novo aplicativo ou se cadastrando naquele serviço. Na minha área isso é até necessário, mas, como tudo na vida, deve ser feito com moderação.

Cada serviço experimentado para o qual não tomo uma decisão ("servirá pra mim" ou "não, não o quero") se torna um fantasma que me persegue, uma tarefinha a completar, alimentando minha ansiedade e roubando minutos de sono.

Por mais que eu diga e saiba que elas não são realmente importantes, não há como não sentir o efeito angustiante de estar com a agenda cheia ou não saber por onde começar.

Ignorar todas as novidades pode funcionar no começo, só que não é a solução ideal, principalmente no caso de pessoas como eu, que precisam estar "por dentro das novidades".

O caminho seria, como já disse, a moderação, o auto-controle, aprender a experimentar a selecionar e experimentar os doces tecnológicos que mais nos interessam, sem comer demais e passar mal por causa disso.

Um longo e tortuoso, mas necessário caminho a percorrer....

Atualizado em 09.05.2008.

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas